Frete GRÁTIS para a Grande São Paulo

Central de Atendimento

0800-580-7777

Pesquisar
Close this search box.

Pesquisa

Como é feito o implante capilar e quando ele é recomendado?

O implante capilar, também conhecido por transplante capilar, é uma alternativa que pode ajudar tanto homens quanto mulheres que estão passando por uma queda de cabelo intensa e irreversível, que pode ser causada por diversos fatores, como traumas, alopecia androgenética, doenças, entre outros.

Porém, engana-se quem pensa que o implante capilar é a primeira alternativa de tratamento. Muito pelo contrário! São utilizados outros métodos antes de a calvície se tornar crônica. Continue a leitura para entender como é feito o implante capilar e em quais casos ele é recomendado.

Existe diferença entre implante e transplante capilar?

Para o implante capilar é utilizada uma certa quantidade de cabelos artificiais que são inseridos no couro cabeludo anestesiado até que se obtenha a densidade desejada. É possível ter resultados imediatos, mas são necessárias sessões contínuas para que se consiga manter a densidade capilar.

Essa técnica acabou caindo em desuso, pois havia maior chance de reações alérgicas e rejeição do organismo aos fios sintéticos.

O transplante capilar é feito com os fios do próprio paciente de regiões como nas partes laterais do couro cabeludo e na nuca. Ou seja, são removidos os folículos pilosos dessas áreas que não são afetadas pela calvície e transplantados para as regiões que já estão sem cabelo ou estão em processo de se tornarem calvas.

Como é feito o implante capilar?

Existem duas técnicas para realização do implante capilar: a FUE (Follicular Unit Extraction) e a FUT (Follicular Unit Transplantation).

Na FUE os folículos são retirados da área doadora de forma individual e transplantados para a área receptora. Essa técnica é menos invasiva e as cicatrizes são quase imperceptíveis, porém pode demorar de 6 a 10 horas para sua realização.

Já na FUT é feita a extração de uma faixa do couro cabeludo da região doadora para ser inserida na que foi afetada pela falta de cabelo. O tempo de cirurgia dura cerca de 5 a 6 horas e deixa cicatrizes um pouco maiores.

Quando o implante capilar é recomendado?

Além de entender como é feito o implante capilar, é importante que você conheça todas as situações em que essa técnica é indicada. Primeiramente, o paciente precisa passar por uma avaliação médica para que seja identificado o motivo da queda de cabelo.

Alguns casos em que o implante capilar é recomendado são:

  • Quando a calvície já se tornou crônica, ou seja, está estabilizada há muitos anos;
  • A queda capilar se deu após cirurgias, acidentes, queimaduras, entre outros traumas;
  • O paciente já utilizou outros tratamentos e não obteve sucesso;
  • Quando o paciente apresenta tricotilomania estável e inativa por, no mínimo, 1 ano.

Combata a queda de cabelos com Natucap Hair Plus

Se você está passando por esse problema de queda de cabelos, inclua na sua rotina diária o uso do Natucap Hair Plus, um tônico capilar que irá interromper a queda logo na primeira semana, independentemente do motivo.

Ele possui o melhor da tecnologia para acabar de vez com a queda de cabelos e ainda promove o crescimento de novos fios.

Visite o nosso site para conhecer mais e adquirir o seu Natucap Hair Plus. Os resultados irão te surpreender!

Facebook
Threads
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp

Conheça nossa promoção imperdível

0
Meus Itens
Seu carrinho está vazio

Digite seu e-mail e senha para acessar sua conta.

Promoção Especial

Compre 2 frascos de Natucap Hair e ganhe 3

de R$1.419,00 por

10x de R$94,60

sem juros

ou R$946,00 no Boleto/PIX